Filosofia de Vida

James Blunt fala do passado antes de ser músico em tempo integral

José Julio do Espirito Santo Publicado em 08/07/2008, às 16h00 - Atualizado em 23/07/2008, às 18h51

Blunt filósofo: "a vida é feita de experiencias e sou grato por todas elas"

A capa de All the Lost Souls, segundo álbum de James Blunt, lançado em 2007, é sintomática: traz fotos do cantor e compositor britânico em vários momentos de sua vida. "Todas as minhas músicas são bem pessoais e sobre situações reais", Blunt fala, sem medo de constrangimentos. Sua voz ficou conhecida mundialmente com a ingênua "You're Beautiful", música mais executada no Brasil em 2006. O sucesso, na verdade, não foi só por aqui: em 2005, ela havia sido proibida em algumas estações de rádio inglesas por excesso de execuções. Por mais sincera e emotiva que fosse, "You're Beautiful" não aludia a nenhuma fase da vida de Blunt, como acontece em faixas como "Annie" ou "One of the Brightest Stars", faixas de All the Lost Souls que tratam de sucesso e fracasso. "O mundo moderno tende a definir sucesso pela fama e dinheiro", Blunt comenta. "'Annie' é o exemplo de alguém que está buscando a felicidade na fama e no dinheiro, mas sem encontrar. Ela a encontra em outro lugar."

Você lê esta matéria na íntegra na edição 22 da Rolling Stone Brasil, julho/2008