Rápidas com... Dave Mustaine

Durante turnê pelo Brasil, líder do Megadeth revela medos e contradições

Carlos Messias Publicado em 08/07/2008, às 15h53

A cena metaleira atual

"As pessoas na América Latina são muito passionais, amam e defendem seu estilo com unhas e dentes. Independentemente do ritmo - samba, salsa ou metal -, vocês gostam de música mais do que em alguns países. Lá fora eles também gostam, vão a shows, mas depois esquecem de tudo e partem pra outra."

As eleições norte-americanas

"Não tenho idéia do que está rolando. [A assessora de Mustaine interrompe a entrevista para informar que Barack Obama iria representar o Partido Democrata] Tenho sentimentos ambivalentes quanto a isso. Sei que os Estados Unidos pensam pra frente, mas ainda há lugares onde a vida é bem difícil. As pessoas ainda não estão prontas para uma mudança, para ter um homem de cor ou uma mulher na presidência."

O documentário do Metallica, Some Kind of Monster

"Não vou responder a nenhuma pergunta referente ao Metallica! [A reportagem argumenta que não há interesse no Metallica, e sim em entender porque Mustaine, no documentário, fez comentários depreciativos a seu próprio trabalho] Some Kind of Monster é um documentário do Metallica, portanto não vou falar a respeito."

Você lê esta matéria na íntegra na edição 22 da Rolling Stone Brasil, julho/2008