Aos Quinze

Segura de si, Mallu Magalhães grava estréia em disco com Mário Caldato

Por Bruno Maia Publicado em 08/09/2008, às 18h03 - Atualizado em 19/09/2008, às 13h50

O começo de tudo: Mallu e Caldato, no estúdio AR (RJ): gravação analógica para atingir sonoridade folk

Álbum: Ainda sem título

Previsão: outubro de 2008

Apesar de ser um dos mais recentes e principais expoentes dos fenômenos gerados na internet, a cantora Mallu Magalhães considera que gravar um CD faz parte da estratégia obrigatória de qualquer artista. "Eu acho muito importante pensar em como vender a arte", ela diz, com uma segurança que impressiona por seus 15 anos de idade e poucos meses de carreira. "Ter uma estrutura por trás é fundamental. Mas a independência não é a ausência da estrutura. É só uma nova formulação dela."

E ela não faz por menos para provar que está certa. Para produzir seu primeiro disco, convidou Mário Caldato, que, de tanto assinar grandes álbuns, já virou grife. A intimidade de estúdio rendeu um apelido ao produtor. "Eu conheci o 'Marioca' em um show, que ele foi a convite do meu empresário. Depois, fui no site dele e vi que seria uma honra ter um produtor com um currículo daqueles." Caldato, por sua vez, também elogia Mallu: "Eu vi o show, depois a vi na televisão. Fiquei pensando que tinha alguma coisa especial ali".

Nascido em São Paulo, Caldato cresceu nos Estados Unidos, berço da cultura folk que influencia a cantora. Para tentar ajudar Mallu a atingir tal sonoridade, o produtor optou por tirá-la de São Paulo e levá-la para um estúdio no Rio de Janeiro, a um quarteirão da praia. "Escolhi gravar no estúdio AR porque eles têm uma mesa [de som] dos anos 70 que é muito bacana. Tem um som original que todos os discos daquela época tinham, pelo menos os da EMI. Beatles, Pink Floyd&" A mesa a que Caldato se refere costumava ser construída pela EMI e enviada apenas para os seus estúdios ao redor do plane-ta. "A voz de grandes cantoras do Brasil passou por essa mesa. E, agora, a da Mallu está passando também", reflete Caldato. Para completar a sonoridade, tudo foi gravado em apenas 16 canais e usando rolos de fitas analógicas.

As gravações aconteceram em apenas duas semanas, durante as férias escolares de julho. "Segunda-feira eu já tenho aula", reclamou Mallu, com ar de enfado. Os hits do MySpace vão estar no álbum de estréia, ainda sem nome, que chega à internet em outubro, e às lojas no mês seguinte. "Quero colocar entre 12 e 14 faixas", ela entrega. "E vai ter uma 'hidden track' também! Uma jam, que virá escondida no final de uma faixa. A pessoa fica lá ouvindo e, de repente, tchan-nan!"