Dave Matthews

Em passagem pelo Brasil, músico revela preocupações com o meio ambiente e ambições familiares

José Julio do Espirito Santo Publicado em 14/10/2008, às 19h25

A mea culpa do aquecimento global

"Mesmo que me comporte bem, meu desperdício de energia é enorme - digo, como banda. Fazemos música, nos apresentamos e consumimos um montão de energia. É uma coisa insana. Aceito minha parcela de culpa quando se fala em aquecimento global. E também penso na culpa de ser um cidadão norte-americano, aquele que o resto do mundo aponta como sendo o mais poluidor."

A importância dos festivais ambientais

"Todo mundo pode aprender como melhorar o meio ambiente, ensinando e aprendendo com as pessoas. O planeta é, tecnicamente falando, a nossa casa. A gente tem que descobrir as melhores maneiras de deixála arrumada."

O novo disco da Dave Matthews Band

"Estamos trabalhando nele. Nos últimos anos, estivemos em estúdio e também estivemos fazendo muitas coisas, mas, por diferentes razões, a gente vem adiando o lançamento do novo trabalho. O fato é que estamos nos dando muito bem uns com os outros ultimamente. Nosso relacionamento nunca foi tão bom. Estivemos em estúdio há pouco tempo e foi uma experiência interessante. Ele finalmente vai sair no início do ano que vem."

O descanso e a família

"Agora, que a turnê oficialmente acabou, dá para ficar mais sossegado para pensar nas novas músicas e na família. Estou morando em Seattle [Washington], e é fácil pegar o carro e em poucos quilômetros estar em contato com a natureza. Vai dar para fazer algo que adoro: acampar com minha mulher e meus filhos."