Indies e Escorregadios

Após 18 anos, o Vaselines volta – mas não sabe se é para valer

Por <b>Carlos Messias</b> Publicado em 12/12/2008, às 15h13

O quarteto escocês The Vaselines achou por bem encerrar suas atividades quando a dupla criativa, Eugene Kelly e Frances McKee, rompeu o namoro. "Até tentamos manter a banda, mas, depois que lançamos o primeiro disco, nenhum selo parecia interessado na gente", admite Eugene. O reconhecimento "póstumo" da banda veio de Kurt Cobain: fã assumido, gravou covers, declarando que eram seus compositores favoritos, e ao batizar a fi lha, Frances Bean Cobain, em homenagem a McKee. "Não podemos fugir dessa associação. Se não fosse por Seattle e pelo Nirvana, ninguém fora da Escócia teria ouvido falar da gente. E com certeza não estaríamos juntos novamente." Mesmo com os shows (a banda tocou recentemente em Goiânia e São Paulo), Eugene parece tão despreocupado com o futuro da banda quanto no começo: "Ainda não decidimos se é uma volta. Temos shows marcados e estamos trabalhando em músicas que podem virar um álbum. Vamos ver o que acontece", desconversa.