Pulse

Confissões de Adolescente

Malhação, a mais antiga novela-série brasileira no ar, entra em seu 14º ano dançando conforme a música

Por Cristiane Lisbôa Publicado em 08/01/2009, às 17h09

Carolinie Figueiredo (a Domingas) em entrevista com Di, vocal do NX Zero.

Ver Galeria
(2 imagens)

Séries feitas com, e para, adolescentes não costumam ter vida longa. As pessoas crescem, os interesses mudam e, de uma adolescência para outra, o novo definitivamente não é o que já foi. Como exemplo, Dawson's Creek, que fechou as portas em seu sexto ano de sucesso, e Barrados no Baile, que apesar de ter ganho uma nova versão, bateu as botas no seu 10º ano, com direito a escândalos envolvendo atores e roteiristas. Mas a Malhação (TV Globo) parece ter escapado da maldição. Desde seu lançamento, em 1995, marca pontos na audiência feito gente grande, uma média de 32 a 34 - êxito devido à veiculação diária, como as novelas (de segunda a sexta, mais ou menos às 17h30), e à renovação temática anual, como as séries.

Em 2009, a partir de 12 de janeiro, esse mundo televisivo teen ganha reforços. A música, antes coadjuvante - teve desde a Vagabanda, que lançou Marjorie Estiano, até participações de Alanis Morissette e Bon Jovi -, agora vai se fazer mais presente. A passagem entre as temporadas será no 'Beach Stage Festival', evento fictício filmado no Ceará. Lá, os jovens que ficam se encontram com os que entram ao som de NX Zero, Fresno e Enverso. "São bandas que todos escutam no i-Pod e, consequentemente, elas vêm parar aqui. A trilha de Malhação é real", conta o produtor musical Rogério Vaz. A direção do programa quer ainda apresentar outros shows durante o ano que também terá números musicais, apresentados pelos atores, no decorrer dos capítulos (o que já vinha acontecendo em 2008, fórmula que lembra High School Musical, o fenômeno do canal Disney, agora transposto para o cinema, em que alunos cantam seus dramas e alegrias).

Você lê esta matéria na íntegra na edição 28, janeiro/2009