O QUE ROLA COM...

Garotas Suecas

Por Humberto Finatti Publicado em 12/05/2009, às 11h41

QUEM A banda foi formada há quatro anos em São Paulo, pelo vocalista e letrista Guilherme "Sal" Saldanha e pelo guitarrista Tomaz Paoliello - depois vieram Sérgio Sayeg (guitarra), Nico (bateria), Perdido (baixo) e Irina Chermont). O nome inusitado, explica Nico, foi escolhido porque "garotas suecas são um grande fetiche". "Ouvíamos muito Roberto Carlos e rock de garagem dos anos 60", complementa Sal. Com a formação estabilizada, o sexteto gravou um compacto e, logo em seguida, um CD promocional. A partir daí, as apresentações na noite paulistana se intensificaram.

O QUÊ "Hoje ouvimos muita soul music dos anos 60", aponta Sal. Em 2008, o sexteto conseguiu armar uma miniturnê pelos Estados Unidos. A repercussão foi tão positiva que o grupo retornou ao país no início de 2009, onde tocou em diversas cidades, com destaque para uma apresentação no festival South

by Southwest, em Austin, Texas.

O FUTURO Com um EP de cinco faixas recém-lançado (mais um clipe, "Codinome Dinamite"), o Garotas Suecas confessa a intenção de lançar um primeiro disco "oficial". "Queremos gravar entre dez e 12 inéditas", adianta o guitarrista Tomaz. "Pensamos em gravar algo em inglês, mas a maioria das músicas será em português." Participações em festivais internacionais também estão nos planos para 2009.