À Francesa

Clássicos setentistas de Milton Nascimento são recriados por músicos de jazz europeus – com participação do próprio

Por Antônio do Amaral Rocha Publicado em 13/07/2009, às 12h42

Aclamado pelo público europeu, Milton Nascimento encontrou nos irmãos franceses Lionel (sax e flauta) e Stéphane Belmondo (trompete), jazzistas e admiradores confessos de sua obra, intérpretes à altura de suas sutilezas musicais criadas na década de 70. O trabalho - antes pensado apenas como uma homenagem a Milton - teve a adesão do próprio, que participou cantando e tocando em todas as faixas. Já lançado na França, Milton Nascimento & Belmondo sai agora no Brasil.

Milton destaca o clima emocional que permeia o novo álbum. Na única faixa que não é de sua autoria ("Berceuse/Malila", de Maurice Ravel/ Lionel Belmondo), o brasileiro ousou realizar um experimento que havia funcionado nos ensaios. "Eu levei a minha sanfoninha de brinquedo", lembra. "Quando terminei de cantar, peguei a sanfona, toquei umas notas e o trompete respondeu." Stéphane chorou. Para 2009, ele promete um lançamento tipicamente nacional: "Quero gravar um disco com produção minha e do Wagner Tiso com o pessoal do sul de Minas", confidencia.