Um Pé no Hospital e Outro na Estrada

Disco do Aerosmith só sai em 2010 por motivos de saúde, mas a turnê segue

Por Brian Hiatt Publicado em 13/07/2009, às 12h26

Alguns meses atrás, tudo ia bem com o Aerosmith: a banda estava no estúdio com o produtor Brendan O'Brien, gravando o primeiro álbum de músicas inéditas desde 2001 - a ideia era lançá-lo a tempo das turnês de Verão do hemisfério norte. Semanas antes de a turnê começar (10 de junho, em St. Louis), o álbum está longe de dar as caras. "As coisas foram acontecendo, uma atrás da outra", diz o guitarrista Joe Perry. Em janeiro, Perry precisou de uma cirurgia depois que sua prótese de joelho infeccionou. Em março as sessões de gravação pararam quando o vocalista Steven Tyler foi diagnosticado com pneumonia. Agora o álbum está previsto para 2010, na melhor das hipóteses, e Perry está trabalhando em um álbum solo que talvez saia antes.

Apesar de tudo, o Aerosmith está empolgado com a turnê, que talvez inclua raridades do início de carreira: estão pensando em tocar um dos primeiros discos da banda inteiro. "Nós sabemos que grande parte dos nossos fãs adoraria a ideia", diz o baixista Tom Hamilton.

O Aerosmith não descarta a ideia de tocar músicas do disco ainda não lançado, que Perry espera manter a pegada nua e crua do álbum de versões de blues Honkin' on Bobo, de 2004. "Aquilo nos colocou os pés no chão depois de lançarmos álbuns como Just Push Play [de 2001]. Às vezes ouço aquele disco, e fico em dúvida se é da minha banda."

A julgar pelo que já está pronto, o disco novo tem uma inclinação mais agitada e hard rock do que os últimos da banda. "Fizemos algumas músicas românticas e algumas sujas, quer dizer, animadas", diz Hamilton, particularmente entusiasmado com uma música funk-rock que mostra as "velhas raízes à la James Brown" da banda, e com uma chamada "Innocent Man".

A banda está convencida de que os hits de rádio - que alcançaram pela última vez com "Jaded" em 2001 - talvez não sejam tão importantes na era da internet. Mas Tyler continua insistindo em canções pop. "Não é má ideia tentar isso", diz Perry. "Mas eu só quero fazer um disco que soe como o Aerosmith."