N°57 - Conversa de Botequim

Por Cristiano Bastos Publicado em 18/12/2009, às 19h36

Noel Rosa

© Noel Rosa/Vadico/Francisco Alves

Lançado em 1935, esse samba eterniza uma das letras de maior leveza e descontração de toda a MPB. Foi grafada, contudo, no tenso contexto da época - assinalado pela Revolução de 30, no Brasil, e pelo crack da bolsa de valores de Nova York. As mais aclamadas versões são de Aracy de Almeida, Chico Buarque e, é claro, a do próprio Noel, um de seus autores.