MONDOMASSARI

Por Fábio Massari Publicado em 11/12/2009, às 20h51

Built to Spill - There Is no Enemy

(Warner Bros.)

Mais um time de veteranos batendo um bolão, mais uma bolachinha que chega para se espremer naqueles tais listões de virada de ano. A caminho dos 20 anos de estrada, Doug Martsch e sua pequena instituição indie Built to Spill cravam um disquinho memorável (com versão em vinil duplo). Este oitavo título em longa duração (incluindo registro ao vivo) da importante banda de Boise, Idaho, parece capturar Martsch e comparsas em momento particularmente especial. Com um par de exceções (destaque para o ataque na jugular de "Pat"), trata-se do disco psicodélico da banda. Emocionante e visceral. Suítes empolgantes e poderosas (algumas longas) executadas no estado de certa arte guitarrística - escola NeilYoung/Big Star/Pavement - e belas, contagiantes tramas vocais. "Hindsight", "Oh Yeah", "Things Fall Apart", "Tomorrow" até parece uma coletânea do tipo best of! Emplacando ou não qualquer lista de "melhores", uma das mais gratas surpresas do ano.

Jackie-O Motherfucker - Ballads of the Revolution (Fire Records)

Por falar em veteranos em boa forma e título novo que mais se parece a seleção de grandes momentos da carreira, um salve para Tom Greenwood e seu enigmático (e incrivelmente batizado) coletivo Jackie-O Motherfucker. São 15 anos de estrada e, com esse Ballads of the Revolution, aproximadamente dez álbuns com a assinatura dos improvisadores de Portland (vasta discografia alternativa). Trata-se de mais uma "experiência" proposta pela visionária banda, ocasionalmente mais acessível, ou menos hermética. Com um pouco de tudo que os caracteriza: colagens/cut ups, turntablism, microeletrônica, ataques e sonoridades do tipo improv/free, blues, gospel, folk tudo a serviço de uma (trans)leitura idiossincrática e fantástica de certas tradições americanas. Estranha beleza emanando dos arquivos inclassificáveis. Apesar do culto, continuam sua estranha saga como um dos segredos mais bem guardados e preciosos da marginália sônica americana.