Colaborador de Luxo

Tony Sheridan, que foi acompanhado pelos Beatles, relembra os ex-companheiros

Paulo Cavalcanti Publicado em 17/03/2010, às 14h19

Tony Sheridan gravou com os Beatles

Ver Galeria
(2 imagens)

No ano passado, o Brasil recebeu a visita do baterista Pete Best. E agora foi a vez de outro personagem que transitou pela história dos Beatles no começo dos anos 60: o vocalista Tony Sheridan. Ele esteve no Espírito Santo, em janeiro, para tocar com o Clube Big Beatles, uma banda local que revive o repertório do Fab Four. Independentemente de seu relacionamento com os Beatles, Sheridan é uma figura seminal dos primórdios do rock inglês. Nos anos 50, foi um dos primeiros a tocar guitarra elétrica na TV inglesa e a divulgar os sons que vinham dos Estados Unidos. Ele ainda se deu ao luxo de recusar um convite para se juntar ao The Shadows. "Éramos jovens, os primeiros adolescentes da geração pós-guerra", conta. "Sempre gostei muito de blues e o rock veio de lá [dos EUA]." Em 1962, os Beatles tocaram ao vivo com Sheridan na Alemanha, e também o acompanharam em uma série de gravações, que resultaram em "My Bonnie" - o primeiro registro oficial da futura maior banda de todos os tempos. "Eles eram indisciplinados e o som ainda era cru, mas compensavam com um conhecimento enciclopédico dos clássicos do rock e uma tremenda energia", diz Sheridan. "Tenho boas recordações do John Lennon, a verdadeira encarnação do rock e um dos caras mais divertidos com quem tive o prazer de trabalhar."