Walter Alfaiate 1930-2010

Sambista que fez da classe e elegância marcas registradas de sua música

Por P.C. Publicado em 11/05/2010, às 02h34

Walter nunes de Abreu, o Walter Alfaiate, sempre esteve ligado ao bairro de Botafogo (e ao clube de mesmo nome). Ainda adolescente, aprendeu o ofício de alfaiate, ganhando assim o apelido que o imortalizou. Sua carreira artística começou a tomar forma no final dos anos 40, em rodas de samba e blocos carnavalescos de sua vizinhança. Compositor prolífico, Alfaiate escreveu mais de 200 sambas, alguns em parceria com Mauro Duarte. Na década de 60, seu trabalho ganhou destaque devido às apresentações no Teatro Opinião.

Ele também fez parte dos grupos Reais do Samba e Os Autênticos, mas se tornou realmente conhecido do grande público nos anos 70, ao ser apadrinhado por Paulinho da Viola. Fã confesso do estilo elegante de Alfaiate, Paulinho gravou várias composições do sambista, como "Coração Oprimido" e "Cuidado, Teu Orgulho Te Mata". Em 1993, mestre e discípulo dividiram o palco no espetáculo Paulinho da Viola, Walter Alfaiate e os Sambas de Botafogo, no Teatro Clara Nunes, no Rio de Janeiro. Ele fez inúmeras participações em trabalhos de outros artistas, e só em 1998 lançou seu primeiro disco, Olha Aí. Desde os anos 80, Alfaiate fazia parte da ala de compositores da Portela. O carioca tinha 79 anos e morreu no dia 27 de fevereiro, no Hospital da Lagoa, na Zona Sul do Rio. Ele estava internado havia cerca de dois meses, e morreu por falência múltipla dos órgãos.