Virando o Disco

Hudson esquece a parceria sertaneja com Edson e parte de vez para o rock and roll

Por Renato Viliegas Publicado em 18/05/2010, às 15h18

DO ROCK - Hudson agora divide estúdios com Matt Sorum e Mike Inez
DIVULGAÇÃO

E até natural que, após o fim da dupla com seu irmão Edson, o sertanejo Hudson partisse para uma carreira solo. Mas o caminho escolhido não foi o mais óbvio: depois de gravar um disco instrumental cheio de guitarras (Turbination, de 2007), Hudson resolveu levar a brincadeira a sério e entrar de cabeça no mundo do rock. Ele foi para Los Angeles, onde passou cerca de 20 dias gravando o primeiro trabalho oficial de sua carreira roqueira com o nome Hudson Cadorini e Banda Rollmax. As gravações do primeiro CD contaram com as participações do baterista Matt Sorum (Velvet Revolver, ex-Guns N' Roses) e do baixista Mike Inez (Alice in Chains). "Eles são amigos do produtor", diz Hudson. "O Slash ia tocar, mas não conseguiu espaço na agenda."

Amante de guitarras pesadas e fã de nomes como Joe Satriani, Slash e Eddie Van Halen, é a primeira vez que o músico assume a frente de uma banda de rock. O novo trabalho segue uma linha mais popular e Hudson não esconde pretender agradar a roqueiros e sertanejos, seguindo uma linha romântica. O novo disco ainda não tem nome, está em fase final de mixagem e deve ser lançado ainda no primeiro semestre. Nas 15 músicas, versões para os clássicos "Poison", de Alice Cooper, e "Rosana", do Toto. Além disso, a banda está próxima de ter sua primeira prova de fogo: a abertura dos dois shows do ZZ Top em São Paulo, nos dias 20 e 21 de maio.