Sem Explicação

Procura-se Quem Fez Isso destaca muitas referências musicais e pouca informação

Por José Flávio Júnior Publicado em 22/09/2010, às 19h02

QUEM? As pessoas nesta foto talvez sejam os integrantes do Procura-se Quem Fez Isso
Divulgação

O Rio Grande do Sul sempre rendeu boas histórias para o rock. Mais do que bandas empolgantes (Os Replicantes, Superguidis) e artistas com trabalhos originais, difíceis de serem classificados (DeFalla, Graforréia Xilarmônica), o estado é pródigo em fabricar estrelas que dão boas entrevistas. E tanto faz que seja alguém ligado ao underground, como o punk-brega Wander Wildner, ou um representante do mainstream, caso de Humberto Gessinger.

Exatamente por i sso c ausa certo espanto que a banda mais comentada da capital gaúcha em 2010 não dê entrevistas. Mas com o Procura-se Quem Fez Isso a regra é essa mesmo. O misterioso quarteto sempre designa um porta-voz para atender à imprensa. E nunca é sempre o mesmo porta-voz, fazem questão de frisar. O que atendeu à Rolling Stone respondeu a sete questões por e-mail... E nenhuma frase aproveitável! Fugiu de todas as perguntas,falou um monte de abobrinhas...

Faz parte da brincadeira. Os integrantes também escondem o rosto em meias escuras e cartolas adornadas por lanternas e só se dirigem à plateia dos shows por meio de mensagens pré-gravadas. Nas músicas que possuem letras, os versos são mínimos e nada simples de serem decodificados. A paleta de influências exibe tons de jazz, easy listening, Black Sabbath e marchinhas de Carnaval. E, por mais que essa descrição soe bizarra, tudo faz sentido q uando o g rupo e stá num palco. A recepção calorosa que o P rocura-se teve na mais recente edição do festival goiano Bananada atesta isso.

O porta-voz obviamente não soube dizer quando a banda lançará seu primeiro álbum. Mas em www.procurasequemfezisso.com há músicas para serem baixadas de graça - como a pacifista "Bagdá (She's My Baby)" e a " racha a ssoalhos" " Qual É o Nome do Anão?" -, além de outras informações. Isso se for possível chamar de informação uma seção de perguntas e r es- postas com coisas do tipo:

Pergunta - "Por que as músicas têm letras tão curtas?"

Resposta - " Mais vale um pássaro na mão do que dois voando".