Entre Lançamentos e Promessas

Yoko Ono revê e reajusta o catálogo de John Lennon e admite existência de músicas inéditas dos Beatles

Por Paulo Terron Publicado em 17/11/2010, às 14h37

MULHER DE NEGÓCIOS Além de viúva, Yoko é administradora do espólio de John Lennon
BLOOMBERG/GETTY IMAGES

Em 2010, Yoko Ono não tem tempo para nada que não se relacione à memória de John Lennon. "Este ano é inteiro para o John", ela explica, por e-mail. Exageros à parte, a viúva tem motivos para se dedicar: neste mês o beatle completaria 70 anos e, em dezembro, haverão se passado três décadas do assassinato dele. Como parte das comemorações, Yoko coordenou o processo de remasterização dos álbuns da fase solo do músico, de John Lennon/ Plastic Ono Band (1970) ao póstumo Milk and Honey (1984).

"[Quando entrei no estúdio para remasterizar os discos eu não tinha ideia [do que buscava]. Eu nem sabia se haveria algo que eu pudesse fazer", explica a artista plástica. "Eu não queria só ficar brincando [com as músicas] para simplesmente ter feito algo com elas. Mas, quando ouvi as músicas, eu vi que era importante remasterizá-las. O tempo desgasta tudo."

O pacote de lançamentos também incluirá uma coletânea simples, uma caixa (que terá versões nunca lançadas e caseiras de músicas) e uma versão retrabalhada de Double Fantasy (1980), com uma mixagem que destacará o vocal de Lennon - um fato curioso, já que o músico notoriamente não gostava de sua própria voz. "Eu sei, ninguém acredita", diz Yoko. "Mas sim. John não estava gostando de colocar a voz dele nas músicas, na época desse disco. Em muitos dos discos anteriores, a voz dele estava mais alta. Então é um ponto interessante, na verdade."

Todas as músicas também serão vendidas na internet, o que não acontece com o catálogo dos Beatles. Yoko diz poder explicar por que o acordo da carreira solo foi concretizado, mas o da banda nunca chegou a ser fechado. "Temos um pacto de não falar sobre lançamentos dos Beatles até que tenhamos soltado um release de imprensa sobre eles", justifica. E complementa, sem detalhes: "Mas nada deu errado".

A viúva ainda deixa escapar uma ótima surpresa para os fãs do quarteto de Liverpool. Ao ser questionada sobre três músicas inacabadas de Lennon - "Now and Then", "Grow Old with Me" e "I Don't Want to Lose You" - que ganharam complementos de Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr durante as gravações do projeto Anthology, nos anos 90, mas que nunca chegaram às lojas. "É possível [que sejam lançadas um dia]", conta. Como boa provocadora, Yoko Ono sabe plantar expectativas sem comprometer.