De Olho nos Ícones

A obra privilegiada do fotógrafo escocês Albert Watson, responsável por muitas das capas célebres da Rolling Stone norte-americana

Redação Publicado em 13/01/2011, às 17h30

Liv Tyler 1994
"Foi muito fácil de fazer. Liv é um doce e pura simpatia, assim como seu pai, Steven [Tyler, vocalista do Aerosmith], com quem também eu trabalhei na mesma ocasião."
COPYRIGHT © ALBERT WATSON

Albert Watson nasceu na Escócia em 1942 e, apesar de ser cego de um olho, se enveredou naturalmente pelas artes gráficas e pela fotografia. Sua carreira decolou quando ele se mudou para os Estados Unidos: o fotógrafo conseguiu bons contatos em Los Angeles e em Nova York, e logo as principais revistas de moda e entretenimento do país o estavam chamando. Watson foi responsável por cerca de 40 capas da Rolling Stone norte-americana, e algumas dessas imagens marcantes podem ser vistas nas páginas a seguir. Atualmente, ele tem seu trabalho exposto em museus, galerias de arte e não raramente figura em listas de fotógrafos mais influentes de todos os tempos.

Além de incontáveis trabalhos em revistas, Watson também dirigiu comerciais e criou pôsteres de cinema para filmes como Kill Bill e O Código Da Vinci. Sobre seu método de trabalho, ele é direto: "Eu procuro algo simples e icônico. Nada de coisas rebuscadas. A iluminação tem que resolver logo de cara". Watson, cujo próximo livro vai mostrar várias facetas da cidade de Las Vegas, também roda o mundo registrando diferentes ambientes - o Brasil, ele garante, está em seus planos futuros. "Estive no país a trabalho há uns nove anos, mas foi algo muito rápido, com tempo contado. Gostaria muito de voltar e registrar as pessoas, as paisagens."