7 PERGUNTAS... Pesquisador Natural

O ex-Led Zeppelin Robert Plant fala de seu novo disco e de sua jukebox

Por Austin Scaggs Publicado em 17/01/2011, às 18h21

DEUS DOURADO Plant sofre com a falta de criatividade dos jornalistas
DIVULGAÇÃO

Quando Robert Plant e Alison Krauss entraram no estúdio no ano passado, a dupla não conseguiu recriar o clima vencedor de sua colaboração platinada de 2007, Raising Sand. "Nós vivemos um impasse", diz Plant, todo tímido. "Não foi pessoal. Dá para dizer que foi um fracasso terceirizado." Mas Plant seguiu em frente e se juntou a Buddy Miller, guitarrista brilhante de Nashville, e a Patty Griffin, cantora country, para formar o Band of Joy, que recebeu esse nome em homenagem ao grupo que ele fundou na adolescência com John Bonham, baterista do Led Zeppelin.

Você se lembra do Band of Joy original?

Não muito, para ser sincero, e não estou tentando fazer graça. Acho que fazíamos muito barulho e desenvolvemos nosso próprio sistema de iluminação, que era basicamente umas dez lâmpadas de dois mil watts que nós acendíamos e apagávamos para cegar as pessoas.

O seu cover de "Angel Dance" é um arraso. Você sempre foi fã de Los Lobos?

Esses caras foram responsáveis por algumas levadas fantásticas ao longo dos anos. A estrada que eles percorrem é solitária - eles conseguem ficar em uma boa vantagem sem se tornar modinha. Eles simplesmente avançam em seu próprio ritmo.

Você lê esta matéria na íntegra na edição 52, janeiro/2011