Recuperação em 360°

Um passeio pelos bastidores da reformulação da épica turnê do U2, depois do acidente do vocalista Bono

Por David Fricke Publicado em 10/01/2011, às 14h30

APRENDENDO Bono, agora já recuperado
GETTY IMAGES

"Esta noite cantei como um passarinho", diz Bono com um sorriso largo, em pé entre as fileiras do jato de turnê do U2, logo depois da decolagem em Turim, Itália, onde a banda irlandesa acabou de deslumbrar 45 mil pessoas no Estádio Olímpico. "Eu sabia que conseguiria. Não sabia sobre o resto. Mas, uma vez que comecei, sabia que daria tudo certo." O show de 6 de agosto, abertura de uma turnê de dois meses pela Europa, marcou o retorno triunfante do U2 à estrada com seu espetáculo da era digital ao ar livre, a 360º Tour (que passa por São Paulo para três datas, em abril). A performance em Turim - dramaticamente reformulada se comparada à versão de 2009, agora com músicas antes raramente apresentadas (e mais três inéditas) - foi também o primeiro show de Bono desde que precisou passar por uma cirurgia na coluna, no dia 21 de maio, em Munique, para reparar uma hérnia de disco que havia causado paralisia parcial em ambas as pernas. A operação forçou o U2 a cancelar sua apresentação no festival de Glastonbury, no Reino Unido, e a adiar 16 shows nos Estados Unidos. Quando a banda se reuniu na Itália para alguns dias de ensaio antes do show, Bono havia saído de reabilitação havia apenas duas semanas.

Você lê esta matéria na íntegra na edição 52, janeiro/2011