A (Re)Volta dos Anos 90

Beavis & Butt-Head e sapatos Doc Martens não são os únicos ícones dos anos 90 de volta à nossa vida. Uma porção de bandas loucas pelo rock alternativo está atualizando os riffs dessa era para uma nova geração. Na lista abaixo, separamos as quatro melhores

Por Jon Dolan Publicado em 20/07/2011, às 19h55

Cage the Elephant

Ver Galeria
(4 imagens)

CAGE THE ELEPHANT

Quem: Banda de Kentucky encabeçada por uma dupla de irmãos. Emplacou os hits "Ain't No Rest for the Wicked" e "Shake Me Down".

DNA: As esmagadoras guitarras dos Pixies; as melodias grandiosas do Oasis; refrãos grunge chorados.

São tão anos 90 que . . . têm uma música chamada "Aberdeen", em homenagem à cidade natal de Kurt Cobain.

THE JOY FORMIDABLE

Quem: Trio galês de derreter cérebros, liderado pela guitarrista Ritzy Bryan.

DNA: As confissões dramáticas do Hole; a atmosfera sonhadora do Mazzy Star; os pedais de distorção do My Bloody Valentine.

São tão anos 90 que . . . têm como combustível a química de um casal alternativo, Bryan e o baixista Rhydian Dafydd, exatamente como Sonic Youth e Yo La Tengo.

MR. DREAM

Quem: Graduados de Harvard que se mudaram para o Brooklyn e criaram furor na blogosfera com seu disco de estreia, Trash Hit, de 2011.

DNA: Nirvana da era Bleach; os riffs mais potentes do Superchunk; o tumulto antissocial da distorção como Jesus Lizard e Shellac.

São tão anos 90 que . . . lançam uma porção de compactos, maximizando seu credo pré-digital.

YUCK

Quem: Londrinos de visual largado e som lo-fi, provavelmente tirado do acervo de indie rock de seus pais (eles são absurdamente jovens!).

DNA: A espontaneidade grudenta do Pavement; a estridência chapada da guitarra do Dinosaur Jr; a estética de gravação tosca do Guided by Voices.

São tão anos 90 que . . . nasceram nos anos 90.