Novo Brasil para Gringos

Britânico lança coletânea de novos artistas brasileiros

Por Diana Assennato Botello Publicado em 08/08/2011, às 12h52 - Atualizado em 07/11/2011, às 13h21

DIVULGAÇÃO

Há mais de 20 anos, o britânico Lewis Robinson (foto) teve o primeiro contato com "Garota de Ipanema", por meio de um programa da Radio 1, da BBC. Mesmo sem entender a letra, apaixonou-se pela sonoridade. O amor perdurou e rendeu frutos: em fevereiro, ele lançou na Europa a coletânea Oi! A Nova Música Brasileira, pelo selo dele, o Mais Um Discos. "Revirei lojas em Londres tentando achar uma boa coletânea brasileira. Percebi que era mais fácil fazer a minha", diz.

Com 40 faixas divididas em dois CDs, o trabalho vai da guitarrada ao tecnobrega, passando pelo carimbó, punk forró, mangue folk e pelos novos paulistas. Tulipa Ruiz, Mombojó e Do Amor dividem espaço com Gaby Amarantos, Mini Box Lunar e Catarina Dee Jah. Mas a garimpagem não foi tão fácil quanto o produtor imaginava. Em sua "caça ao tesouro", visitou o Brasil cinco vezes, passando por Rio, São Paulo, Belo Horizonte, Goiânia, Recife e Belém. "Os 'gringos' não entendem as dimensões [do país]. Ir de São Paulo ao Macapá é como ir de Londres a Istambul. Não é à toa que tem tantas influências doidas", diz Robinson, citando como exemplo o músico Lucas Santtana, "uma mistura de Tom Zé e Thom Yorke" que teria apelo com todo tipo de público, de "quarentões que ouvem world music a adolescentes que adoram The National". Ele também admite um fator egocêntrico em sua pesquisa: "Gosto de ser a pessoa que apresenta um outro mundo para os outros", ele admite, adiantando que a partir de setembro levará os artistas do álbum para turnês em Londres. Mas e o "oi" do título? Segundo Robinson, a expressão também funciona na Inglaterra. "Se alguém roubar minha bicicleta, eu grito um 'oi! Essa é a minha bike!' E era uma das únicas palavras que eu sabia em português."