Kings of Leon Cancela Turnê

Banda cita “exaustão” de seu líder – mas haveria outros problemas maiores?

Steve Knopper Publicado em 09/09/2011, às 13h29 - Atualizado em 07/11/2011, às 13h31

CANSADO? A saúde do líder Caleb Followill pode não ser a única questão para a banda
JEFF CHRISTENSEN/AP IMAGES

Depois de dez músicas no show do Kings of Leon, em 29 de julho em Dallas, o líder da banda, Caleb Followill parecia zonzo. “Vou lá atrás no backstage vomitar”, anunciou. “Vou tomar uma cerveja, voltar e tocar mais três músicas.” E não voltou, deixando seus companheiros de banda – os irmãos Nathan e Jared e o primo Matthew – abandonados no palco. Três dias depois, a banda cancelou os 26 shows remanescentes na turnê pelos Estados Unidos devido, oficialmente, a “problemas vocais e exaustão” por parte de Caleb.

A explicação pareceu mascarar problemas mais profundos: Jared, o baixista, disse pelo Twitter: “Não posso mentir, há problemas em nossa banda que são bem maiores que não tomar Gatorade suficiente”. No documentário Talihina Sky, prestes a ser lançado, um claramente inebriado Caleb absorve uma bronca do baterista Nathan: “ Você fica bêbado e fala merda para todo mundo que faz de você o que você é. Você é um bosta e sua banda não te aguenta!” Os representantes da banda se recusaram a comentar o ocorrido.

E Caleb pode não ser o único problema na turnê: de acordo com fontes da indústria, o Kings penava para lotar seus shows pelo segundo ano consecutivo, com vendas de entradas “de baixas a medianas”.

Há repercussões financeiras também: um rombo de US$ 3 a 5 milhões para a banda e promotor, dizem algumas fontes. A seguradora da banda, a Lloyd’s de Londres, pode se ver obrigada a pagar US$ 15 milhões a promotores, casas de espetáculo e outros. Além disso, o cancelamento torna mais difícil a aplicação do seguro em datas futuras. “É meio como um relatório de crédito”, diz Elizabeth Wightman, oficial chefe de operação da SteelBridge Insurance, que cobre grandes festivais. “As seguradoras ficarão de olho nisso.”