Pulse

Garota Nada Perdida

Cheia de personalidade, Evangeline Lilly embelezava a série Lost

Redação Publicado em 17/12/2014, às 14h14 - Atualizado às 14h17

Garota Nada Perdida
Divulgação

Neste mês, Evangeline Lilly será vista nos cinemas interpretando a elfa Tauriel no filme O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos, que encerra a trilogia dirigida por Peter Jackson. Mas, há uma década, a atriz, então com 26 anos, estava no início da carreira, despontando na série Lost como a criminosa Kate. O repórter Gavin Edwards desvendou os encantos da canadense. “Evangeline fica fenomenal em um biquíni – e isso é devidamente explorado pelos produtores de Lost”, escreveu. “Ela é a fantasia perfeita para se encontrar em uma ilha perdida: a beldade durona que permanece com o cabelo impecável no final do dia.” A reportagem explicava que Evangeline praticamente não tinha nenhuma experiência como atriz – ex-aeromoça, ela havia feito apenas alguns comerciais e pontas não creditadas em séries de TV. O criador e produtor J.J. Abrams queria uma desconhecida para o papel de Kate e quando viu a fita com o teste de Evangeline resolveu apostar na moça, mesmo sem saber se ela sabia interpretar ou não. Apesar da repercussão da série, ela estava ciente de que ainda não era uma grande profissional e preferia manter os pés no chão. “Eu não quero ser misteriosa”, insistia. “As mulheres nesse ramo fazem muita pose e querem provar que são perfeitas.” Fã de atividades físicas, Evangeline também reforçava a imagem de “moleca”: “Eu gosto de estilo e de me vestir bem, mas também tenho muita testosterona. Sou competitiva, teimosa e não gosto de perder”.