Pulse

Juntos e Separados

Depois de trabalhos solo, membros pensam no próximo disco do Radiohead

Simon Vozick-Levinson Publicado em 11/12/2014, às 14h58 - Atualizado às 15h19

Quando lançou um álbum solo pelo BitTorrent no fim de setembro, sem aviso nenhum, Thom Yorke surpreendeu a todos – exceto aos parceiros de Radiohead. “Ah, eu sabia”, diz o baterista

Phil Selway, rindo. Na verdade, ele próprio lançaria Weatherhouse, seu novo disco solo, menos de duas semanas depois por meios mais tradicionais. “São trabalhos bem diferentes”, Selway afirma de maneira diplomática. “Eu meio que gosto do modo como um se opõe ao outro.”

O músico estreou como cantor/compositor com o folk de Familial (2010). O sucessor – cheio de arranjos psicodélicos e gravado com uma banda completa – soa bem mais como o tipo de música que ele faz com o Radiohead. “Acho que desta vez não tentei evitar as similaridades, como fiz na produção deFamilial”, ele explica. “O Radiohead representa muito do que faço, e já faz parte de mim.”

O baterista confirma que sua banda principal começou as sessões de gravação para um novo disco no estúdio dos integrantes em Oxford, Inglaterra. Enquanto ainda é muito cedo para revelar

qualquer detalhe a respeito do novo álbum – o primeiro desde 2011 –, ele conta que o entusiasmo da banda está lá no alto. “É ótimo podermos fazer música juntos de novo”, afirma. “Existe

uma vitalidade. Sentimos o ímpeto de ver até onde isso nos leva. Quando funciona, é muito empolgante.”