Maturidade Inovadora

Elba Ramalho aposta em novas sonoridades e tenta aproximação com o público jovem

Luciana Rabassallo Publicado em 11/02/2015, às 12h00 - Atualizado às 12h58

“Estou em um momento em que a experiência é a minha grande aliada”

Unir elementos da música nordestina aos arranjos ousados de jovens artistas como Marcelo Jeneci é o mote do novo álbum de Elba Ramalho. “Estou no auge da minha maturidade musical”, explica a intérprete de 63 anos a respeito da sonoridade do 31° disco da carreira. Do Meu Olhar para Fora, que chega às lojas em março, é fruto de uma parceria inédita entre a paraibana e o filho dela, Luã Mattar, que recentemente se formou na faculdade de música. “Foi extremamente gratificante trabalhar ao lado de Luã e também de Yuri Queiroga, que são os produtores. Eles trouxeram uma jovialidade notável, do repertório aos arranjos. Estou em um momento em que a experiência é a minha grande aliada e, ao lado dela, há essa liberdade de criação”, afirma. Uma das tentativas de aproximação com o público jovem se manifesta na parceria com DJ Dolores, músico pernambucano que fez a trilha sonora do filme Tatuagem (2013), na regravação da faixa “La Noyée”, de Serge Gainsbourg, e no dueto com a cantora portuguesa de fado Carminho.

Produzido e gravado no estúdio caseiro de Elba, no Rio de Janeiro, o álbum é uma “construção familiar”. “Trabalhar em casa, ao lado da minha família, faz desse registro algo ainda mais especial”, diz a cantora. “Além disso, retrata a forma como enxergo o mundo e me relaciono com ele. Ando por novos caminhos, mas sempre deixo minha marca com a forma como canto.”

Produzido e gravado no estúdio caseiro de Elba, no Rio de Janeiro, o álbum é uma “construção familiar”. “Trabalhar em casa, ao lado da minha família, faz desse registro algo ainda mais especial”, diz a cantora. “Além disso, retrata a forma como enxergo o mundo e me relaciono com ele. Ando por novos caminhos, mas sempre deixo minha marca com a forma como canto.”

Enquanto aguardava o lançamento, Elba Ramalho participou do Verão Rolling Stone 2015, em Trancoso, Bahia, e levou nomes como Gaby Amarantos e Toni Garrido para o palco. “Estar entre amigos é uma forma maravilhosa de começar o ano. Cada show é um novo desafio em que eu preciso me juntar aos convidados. Sinto um prazer imenso em aprender com outros profissionais”, derrete-se. A festa, segundo Elba, ainda tem um cunho social: “É uma maneira de ajudar a comunidade local, fortalecer o desenvolvimento econômico e levar cultura aos habitantes da região”.