Sensação Trash

Um amor de família causa polêmica

Redação Publicado em 19/02/2015, às 11h13 - Atualizado às 16h48

O’Neill (centro) e a turma de Um Amor de Família.

A série Um amor de família (ou Married... with Children, no original) era detestada pela crítica, embora tivesse excelentes números de audiência nos Estados Unidos. O programa mostrava as desventuras do “clã” do patriarca Al Bundy, interpretado por Ed O’Neill.

“Quando levamos Um Amor... ao Canal Fox, já falamos de cara que ninguém iria aprender nada com o programa”, disse Michael G. Moye, criador do sucesso trash, ao jornalista Paul Simms. “Ele não foi feito para elevar a consciência. É para aqueles que querem se esquecer da chatice do dia a dia, ligar a TV e dar umas risadas.” Alguns grupos consideravam a série ofensiva e faziam campanha contra ela. Os produtores não ligavam e achavam que isso só servia para gerar publicidade gratuita para o seriado, que, segundo Moye, buscava fugir do que era feito na televisão naquele tempo. “Só queríamos realizar um programa em que as pessoas não falassem ‘eu te amo’ a cada cinco minutos”, afirmou.