Pulse

Rebeldes com Causa

The Clash se consagrava com o épico London Calling

Redação Publicado em 17/04/2015, às 16h01 - Atualizado em 21/04/2015, às 15h27

Rebeldes com Causa

Apesar de terem lançado dois álbuns nos Estados Unidos antes de London Calling, os músicos do The Clash só ganharam status de astros no país com a chegada do clássico disco. Por lá, o trabalho saiu em janeiro de 1980 (ele foi originalmente disponibilizado no mercado inglês em dezembro de 1979). Rapidamente o LP duplo atingiu 200 mil cópias vendidas. O quarteto punk conquistava o público norte-americano. Foi na esteira desse sucesso que os guitarristas e vocalistas Joe Strummer e Mick Jones foram escalados para aparecer na capa da Rolling Stone. “Com exceção dos Sex Pistols, nenhuma outra banda chamou tanta atenção nestes últimos cinco anos como o The Clash”, escreveu o jornalista James Henke. “Enquanto os Pistols observavam a decadência da sociedade inglesa com niilismo e desprezo, o The Clash trata tudo sob o ponto de vista militante, oferecendo alguma esperança.” Henke foi falar com a banda depois de um show do começo da turnê norte-americana. Ele logo sentiu que o líder, Joe Strummer, era fechado, embora o músico tenha falado bastante sobre os primórdios do The Clash. Já Mick Jones, mais acessível, se posicionou sobre a diversidade e os números de London Calling. “Nós percebemos que, se abríssemos o leque, seria possível alcançar mais gente. As canções precisam ser fáceis de cantar. Assim, as pessoas podem prestar atenção nas letras e assimilar nossa mensagem”, afirmou.