Balanço Plural

Mescla de várias facetas sonoras, o reggae saiu da Jamaica para ganhar o globo

Sérgio Martins Publicado em 13/01/2016, às 18h55 - Atualizado em 14/01/2016, às 11h48

ÍCONE DO RITMO

Peter Tosh se manteve criativo na carreira solo.

Ver Galeria
(16 imagens)

O reggae é o resultado do entrelaçamento de todos os gêneros musicais que desembarcaram na Jamaica. Os tambores africanos, os cantos de piratas e o calipso caribenho deram origem ao mento. O Jazz e o rhythm and blues captados das estações de rádio norte-americanas se transformaram em Ska e no Rock Steady. Por fim nasceu o reggae, desacelerando tudo o que veio antes, reforçando o baixo e a bateria e adicionando uma dose de misticismo nas letras. Com a cristalização do gênero, ocorreu a exportação para o resto do mundo: Bob Marley and the Wailers e Jimmy Cliff invadiram outras nações, seguidos por cantores, grupos e trios vocais.

Posteriormente, esses pioneiros testemunharam os efeitos do reggae na música de outros países – o som saiu da fronteira da Jamaica e ganhou sabores britânicos e africanos. O estilo também se casou com o hip-hop e com a música eletrônica. Esta seleção mostra as origens do gênero e os astros que deram à música da ilha um aspecto universal.