Pulse

Grandes Palcos

Duran Duran volta ao Brasil exaltando a experiência em festivais

Paulo Cavalcanti Publicado em 26/03/2017, às 10h05

Duran Duran
Divulgação

Ícone da new wave da década de 1980 e visitante regular dos palcos brasileiros, o quarteto britânico Duran Duran será uma das principais atrações do segundo dia do festival Lollapalooza, no domingo, 26 de março (a banda também tocará em Belo Horizonte no dia 29, no Chevrolet Hall). Roger Taylor (na foto, o primeiro a partir da esq.) diz que este retorno ao Brasil é marcante. “Quando fizeram a proposta, limpamos a agenda e dissemos sim. O Duran Duran sempre foi uma banda de festival, nascemos e evoluímos nesse meio e preferimos estar entre grandes multidões do que em locais pequenos”, afirma o baterista. “É vital ter o Lollapalooza no currículo.”

A identificação com o Brasil é notória: a música “Rio”, do disco de mesmo nome de 1982, é um dos maiores sucessos da banda. Desta vez, além dela e de outros hits, como “Hungry Like the Wolf” e “Save a Prayer”, o quarteto aproveitará para mostrar um pouco do álbum Paper Gods (2015). Segundo Taylor, este registro selou um momento importante dentro da discografia do Duran Duran. “Foi um trabalho bastante colaborativo. Tivemos a participação de Nile Rodgers, Mark Ronson e Janelle Monáe, entre outros. Em All You Need Is Now (2010), fizemos algo como nos anos 1980. Já Paper Gods foi um passo à frente, com um olhar bem mais contemporâneo.”