Pulse

Viva a Energia Latina

Enquanto prepara um novo disco, Evanescence comemora retorno à América do Sul

Julia de Camillo Publicado em 05/04/2017, às 14h11 - Atualizado às 14h16

Uma esfinge
Amy Lee faz mistério a respeito do novo disco do Evanescence, que se apresenta no Brasil em abri
Larry Marano/Rex/Shutterstock/AP Images

O Brasil está na rota da atual turnê mundial do Evanescence, conhecido por hits como “Bring Me to Life”, “Going Under”, “Call Me When You’re Sober” e “My Immortal”. Passaram-se quatro anos desde a última visita da banda ao país, e a vocalista e única integrante restante da formação original do grupo, Amy Lee, diz que se sente “muito bem” em estar de volta (serão três shows em abril, em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo). “Já faz tempo demais e estamos muito animados em voltar para a América do Sul. É um dos nossos lugares favoritos no mundo para tocar. As pessoas são apaixonadas. Uma certeza: o volume dos gritos em um show é mais alto.”

“Qualquer coisa é possível”, diz Amy sobre o que deve trazer na mala para surpreender os fãs. Nos shows pelos Estados Unidos foram tocadas desde músicas novas até algumas que o grupo não apresentava ao vivo havia uma década. O mais recente disco de estúdio do Evanescence, autointitulado, é de 2011. Com a pausa do grupo no final de 2012 e a volta aos palcos em 2015, a preocupação em produzir material novo está surgindo, mas tudo é cercado de segredo. “O Evanescence está trabalhando em músicas novas, mas é só isso que posso dizer por enquanto”, Amy desconversa.

Enquanto o disco novo não sai, a vocalista aproveita a turnê. Dividida entre a carreira artística e o filho de 2 anos, Jack, ela valoriza o tempo na estrada. “É algo lindo, porque eu sei que nasci para fazer o que faço, mas também nasci para ser mãe”, afirma. Ela busca um equilíbrio. “Ter um pouco de dor, algo que torne tudo mais significativo, é motivador de certa forma. Quero inspirá-lo, quero ser a melhor versão de mim mesma.”

Além da trajetória ao lado do Evanescence, a cantora tem se dedicado a seus projetos solo: em setembro do ano passado lançou Dream Too Much – um disco de 12 faixas, entre autorais, canções de ninar e uma cover de “Hello Goodbye”, dos Beatles –, que foi inspirada por Jack e também pelo pai dela. Recentemente, Amy deve lançou uma faixa chamada "Speak to Me" para a trilha sonora do filme Voice from the Stone, protagonizado por Emilia Clarke (Game of Thrones).