Pulse

Janela para a Alma: Ray Charles criou a soul music e expandiu o vocabulário da black music

A discografia selecionada e comentada de um gênio

Paulo Cavalcanti Publicado em 30/04/2018, às 17h55

Gênio Trabalhando
Ray Charles ao vivo em 1964

Ver Galeria
(18 imagens)

‘‘Só existe um gênio neste ramo. Ele se chama Ray Charles.” Quem falou isso foi ninguém menos do que Frank Sinatra. Ray Charles Robinson, nascido no dia 23 de setembro de 1930, em Albany, Geórgia, cresceu em meio à extrema pobreza. Quando tinha cerca de 7 anos, ficou cego devido a complicações de um glaucoma. A vida foi dura para o jovem Ray, mas por meio de muita força de vontade ele expôs ao mundo seu imenso talento e foi galgando os patamares do mundo artístico.

Em 1954, ao lançar “I Got a Woman”, ele juntou o pique do rhythm and blues com a intensidade do gospel, formatando a soul music. Anos depois, revolucionou novamente a indústria ao unir soul com country music em Modern Sounds in Country and Western Music. Charles também transitou com maestria pelo blues e pelo jazz. A voz dele, crua e expressiva, injetava emoção a qualquer estilo musical, sendo que além de tudo ainda era um pianista e bandleader de primeira. Quando morreu, no dia 10 de junho de 2004, aos 73 anos, Brother Ray deixou um profundo legado, que revisitamos agora.

Veja a discografia selecionada e comentada de Ray Charles na galeria de fotos acima