Pulse

Retorno com Novidades

CeeLo Green se apresentará novamente no Brasil e fará dobradinha com a cantora Iza

Paulo Cavalcanti Publicado em 18/04/2018, às 23h58 - Atualizado às 23h59

Na Pinta
CeeLo Green garante que vai surpreender o público brasileiro.
Primary Wave Music Publishing/Divulgação

Um dos pontos altos da mais recente edição do Rock in Rio, ocorrida em setembro de 2017, foi o show no palco Sunset unindo o norte-americano CeeLo Green e a cantora carioca Iza. Eles estarão juntos novamente em quatro apresentações no Brasil. A primeira, em abril, será em São Paulo/SP (Espaço das Américas, dia 29). As outras acontecerão em maio no Rio de Janeiro/RJ (Vivo Rio, dia 1), em Porto Alegre/RS (Auditório Araújo Vianna, dia 3) e em Curitiba/ PR (na Pedreira Paulo Leminski, dentro da programação do festival Coolritiba, dia 5). Após cada artista subir ao palco com sua banda, Green e Iza fecharão a noite unindo suas vozes para algumas canções.

Conhecido por atualizar com bom humor as vertentes clássicas do R&B e da soul music desde a época em que começou o grupo de rap Goodie Mob, em 1991, e, posteriormente, com a dupla Gnarls Barkley (que integra ao lado do produtor Danger Mouse), CeeLo Green ficou marcado por hits como “Crazy” e “Fuck You”. Hoje ele circula por várias áreas, também é empresário, ator, radialista e apresentador. Aos 43 anos, Green é famoso ainda por se meter em polêmica e ir parar nos tribunais e nas manchetes. Mas nesta entrevista não teve birra. A fala dele era mansa e bem pausada.

Para começar, conta que retornar ao Brasil em tão pouco tempo é um motivo de satisfação, já que desta vez poderá levar o espetáculo a outros pontos do país, não apenas ao Rio de Janeiro. Ele fala da experiência do RiR no ano passado: “Eu me lembro da enorme expectativa emocional ao fazer aquele show”, diz. “Era uma multidão de milhares de pessoas erguendo os braços, gente se conectando, se divertindo e celebrando. Minha mensagem é esta – quero voltar trazendo muito amor e me sentir feliz novamente no Brasil.”

A oportunidade de cantar outra vez com Iza foi um dos motivos para Green retornar. “Ela é dona de um enorme talento. Já está entre as minhas cantoras de soul favoritas”, exulta. “Desta vez eu quero conhecer também a família dela.” Ele alerta que acontecerão surpresas nas performances no país. “Cada noite é uma noite, eu não me apego a rotinas”, comenta.

Já faz um tempo que o cantor não lança nada inédito. O mais recente trabalho de estúdio dele é Heart Blanche (2015). Green diz que esse é um álbum importante na carreira dele, mas que também marcou um período de mudança e transição: “Naquela época, eu já tinha cerca de 20 anos de estrada.

Então, esse disco marcou um tempo em que fiz um balanço. Eu considero Heart Blanche um grande trabalho, mas ele foi feito sob circunstâncias bem peculiares, já que eu estava deixando o selo pelo qual gravava e estava rumando para uma vida de artista independente”. Voltando às surpresas, o público brasileiro ouvirá em primeira mão as canções de um EP que, se o artista não mudar de ideia, deverá se chamar New Adventures in Love. Segundo ele, o disco foi inspirado na mais recente visita que fez ao Brasil. “Como diz o título, será sobre o amor”, fala. “Este é um trabalho fruto do amor, que estou dedicando, a princípio, exclusivamente à América do Sul, por isso todos poderão ter a chance de ouvi-lo em primeira mão.”

CeeLo Green se mantém ocupado com muitas atividades. Ele fala que não tem a intenção de fazer milhares de coisas ao mesmo tempo, mas como é muito requisitado isso acaba se tornando inevitável. “O mais importante é não perder a qualidade e a honestidade”, conta. “Mas agora, que sou independente, também não preciso fazer o que não quero.”