Pulse

Groove nas Telas

As trilhas sonoras dos filmes do estilo blaxploitation juntavam funk e soul

Paulo Cavalcanti Publicado em 22/06/2018, às 12h38 - Atualizado às 12h40

Poder do Soul
Isaac Hayes, autor do disco Shaft, ao vivo em 1973

Ver Galeria
(18 imagens)

O recente êxito de filmes como Corra! e Pantera Negra vem apontando para o ressurgimento do cinema afro-americano. Então, este é um bom momento para relembrar o ciclo que floresceu na década de 1970 e recebeu o nome de blaxploitation. O termo é uma combinação das palavras black (“negro”) e exploitation (“exploração”, neste caso, no sentido comercial). Influenciado pela revolução comportamental trazida pelo movimento Black Power, o estilo cinematográfico permitiu que atores e diretores negros controlassem suas narrativas e finalmente obtivessem o protagonismo. Já as trilhas sonoras desses filmes eram um coquetel explosivo cuja matéria-prima era soul, funk e jazz. O som das orquestras se juntava ao groove do baixo, da bateria e das guitarras insinuantes. O resultado era um material de extraordinária riqueza sonora. Assim como os longas que deram origem a elas, as trilhas também causaram enorme impacto, mostrando-se influentes até hoje. Nesta seleção, estão algumas das mais importantes criações musicais dentro do universo blaxploitation.