Pulse

Som Quente

Corrida noturna Rolling Stone Music & Run realiza a sétima edição em São Paulo com show de Frejat

Redação Publicado em 20/06/2018, às 10h44 - Atualizado às 10h49

Não Tem Tempo Ruim
Frejat protegeu o gogó do frio e aqueceu o público da Music & Run até depois da 0h

Ver Galeria
(10 imagens)

Em maio aconteceu uma das edições mais geladas da Rolling Stone Music & Run. Mais uma vez realizada no sambódromo do Anhembi, a prova, que chegou à sua sétima ocorrência só na capital paulista, foi uma ótima pedida para todo mundo que estava encarando o vento gelado que soprava na zona norte da cidade: nada como um pouco de atividade física para espantar o frio. E, para somar ao exercício, teve a nossa sempre aguardada finalização, com shows de ícones da música nacional.

Agora foi a vez de Frejat, que subiu ao palco cantando “Puro Êxtase”, cujo título resume bem a reação da plateia à apresentação recheada de hits do artista. Aliás, a noite toda só teve música de muito sucesso: “Pense e Dance”, “Ideologia” (parceria com Cazuza que é raridade nas performances de Frejat), uma cover de Tim Maia (“Me Dê Motivo”), “Codinome Beija-Flor”, “Segredos”, “Por Você”, “Amor pra Recomeçar”, “Bete Balanço”, “Exagerado”, “Pro Dia Nascer Feliz e “Malandragem” também estiveram no setlist.

Antes de o cantor entrar em cena, a presença já tradicional do Warriors, para aquecer os corredores, se fez ainda mais necessária com a persistência do frio e uma chuva tímida. Quando a banda começou, ainda havia resquícios da garoa, mas isso não impediu que ela empolgasse com seu repertório de classic rock, que incluiu “A Hard Day’s Night”, dos Beatles, “Aluga-Se”, de Raul Seixas, e uma homenagem a Chris Cornell, com “Like a Stone”, do Audioslave.

Pé na Pista

Já tradicional no calendário de atletas de todo o país, a Rolling Stone Music & Run recebeu nesta edição aproximadamente 7 mil participantes, que correram trajetos de 5k ou 10k, ou então optaram pela caminhada de 3k. O aquecimento antes de cada saída de prova foi comandado por Marcio Lui, personal trainer que já trabalhou com celebridades como Sabrina Sato e Adriane Galisteu. Este ano, além das largadas já conhecidas, as provas também tiveram as largadas de atletas cadeirantes, como Ronaldo Caparroz Garcia, de 61 anos. “Alguns amigos do trabalho chamaram e decidimos vir”, contou ele, que fez o percurso de 3 km acompanhado pelos dois filhos. “Esta foi a minha primeira participação em uma corrida. Adoro o Frejat e gostava muito do Barão Vermelho.”