Pulse

RÁPIDASCOM... The Black Keys

O vocalista Dan Auerbach fala sobre novo disco e a visita à igreja de Al Green

Austin Scaggs Publicado em 09/12/2011, às 12h48 - Atualizado em 26/12/2011, às 14h49

O vocalista Dan Auerbach fala sobre novo disco e a visita à igreja de Al Green
Divulgação

O dançarino do clipe do single “Lonely Boy”

“Derrick Tuggle! Há uma versão bem mais complexa – da qual eu e [o baterista] Pat [Carney] fazíamos parte – mas decidimos jogar fora e usar apenas D-Tug dançando. Estávamos por trás da câmera quando ele fez a primeira e única tomada de dança. Ele matou a pau!”

Processo de composição

“Todas as músicas começaram no estúdio. Em Brothers, eu tinha todas as letras e boa parte das mudanças de acorde escritas antes de gravarmos. Mas em El Camino começamos do zero todos os dias. ‘Lonely Boy’ começou com aquele riff de abertura, Pat jogou uma batida e fomos construindo a partir daí. Eu soltei ‘lonely boy’ [garoto solitário] cantando, e pensei: ‘Cacete! Isso é bom!’”

A dupla Dan e Pat

“Nos conhecemos desde sempre. Nossos irmãos eram amigos. Disseram para a gente se enturmar um com o outro quando eu tinha 17 e Pat, 16. Nunca tínhamos saído juntos, mas fui até a casa dele com a guitarra e o amplificador. Desci para o porão e comecei a tocar, zoando. Nos demos bem logo de cara.”

A pregação de Al Green na igreja dele, em Memphis

“A igreja não estava lotada – eram só fiéis locais –, nos sentamos nas últimas fileiras e éramos os únicos brancos. Nunca vou esquecer, ele surgiu cantando ‘Amazing Grace’. Foi a melhor apresentação que vi na vida.”

Saudades de Akron, cidade de origem do Black Keys

“Não tenho. Eu nem ficava muito em Akron, porque estávamos sempre em turnê. Sinto falta do restaurante Ranchero’s Taqueria, mas não valia a pena ficar lá só por isso, por melhor que fosse a guacamole deles.”