VIDAPOP - (Ir)rita(da) com Razão

Miguel Sokol Publicado em 12/03/2012, às 13h06

APOSENTADA Rita ainda teve de aguentar os internautas
divulgação

E agora, quem poderá nos salvar?

Comente: __________________________

Afinal o impossível aconteceu: após anos salvando a humanidade de vietcongues sanguinários, russos frios, terroristas quentes e até ETs, o Exterminador do Futuro e o Rambo foram melancolicamente fotografados lado a lado, fragilizados e inchados, em duas macas de hospital.

Comente: __________________________

Pior, Arnold Schwarzenegger e Sylvester Stallone não foram os únicos que nos abandonaram recentemente: Rita Lee se aposentou das turnês. No entanto, seu show de despedida foi apoteótico – começou em um palco de Aracaju e terminou na delegacia. A cantora “desacatou autoridades” depois que, segundo a própria, policiais agiram de forma truculenta com parte do público que fumava maconha.

Agora não comente.

Eu já li comentários sobre o ocorrido em sites por aí e faço questão de reproduzi-los: “Esta senhora já está ultrapassada, drogas, tô fora”. “Lamentável, será que ela terá coragem de contar para os netos o papelão do último show?” “Péssimo exemplo!” “Deu Azar, pegou pela frente uma das polícias mais preparadas do país e não deu para sair de vítima.”

Inacreditável! Minha bisavó era menos reacionária, a pobrezinha nunca teve Facebook, mas tinha vergonha na face.

Acontece que desavergonhados falastrões nunca intimidaram a convicta e destemida Rita, que foi Rita Lee até o fim. Na verdade, até depois do fim, pois logo após se aposentar, ela tuitou o seguinte: “Não retiro uma palavra do que disse, o show era meu. Estou indo para a delegacia. A polícia de Aracaju não gosta de mim, mas Sergipe gosta”.

Infalível. Mas agora que Exterminador, Rambo e Rita estão fora de combate, eu quero saber quem vai nos salvar do nosso atual pior inimigo: nós mesmos. E põe pior nisso! Esse vilão não pode ser simplesmente aniquilado como vietcongues ou ETs, somos nós afinal de contas – e ainda por cima escondidos dentro do falso anonimato da internet com o superpoder do comentário, uma arma perigosa disfarçada de liberdade que tem altíssimo poder de destruição.

Bem que o tio do Homem-Aranha avisou: “Um grande poder sempre vem acompanhado de uma grande responsabilidade”. Então, sabendo disso, comente de novo o episódio da tia Rita, mas desta vez, amizade, que tal pensar um pouquinho antes de comentar? Vai campeão, eu confio em você.

Comente: __________________________