Pulse

No Ritmo da Telinha

Mesmo com as mudanças da indústria, sucesso de trilhas de novela continua a refletir nas carreiras dos artistas

Tiago Agostini Publicado em 11/08/2012, às 11h46 - Atualizado em 28/08/2012, às 15h15

INSPIRAÇÃO Gaby Amarantos (acima) emplacou música na trilha de Cheias de Charme –protagonizada pela Chayene de Cláudia Abreu (ao lado)
TV GLOBO/JOÃO MIGUEL JÚNIOR/DIVULGAÇÃO (CLAUDIA ABREU); DIVULGAÇÃO (GABY AMARANTOS); FOTO MONTAGEM: TAMARA EMY

Quando era mais jovem, Gaby Amarantos costumava esperar ansiosamente a abertura da novela Rainha da Sucata. O ritmo da lambada “Me Chama que Eu Vou”, na voz grave de Sidney Magal, mexia com a imaginação da cantora paraense, que colocava a saia rodada e dançava pela sala da casa da família. Hoje, Gaby vive o lado oposto: no ar desde abril, a novela Cheias de Charme traz “Ex Mai Love”, música do disco Treme da cantora, como tema de abertura. O resultado da exposição foi imediato. “Cerca de 30% do público do meu show hoje é de crianças. Antes da novela, eu não tinha público infantil”, ela comemora. “Há, inclusive, diversos vídeos no YouTube de crianças dançando a música.”

Não foi apenas o público mirim que Gaby Amarantos conquistou graças à novela: a média de shows mensais dela dobrou, passando de cinco ou seis para de dez a 15 após a estreia de Cheias de Charme. E tudo em volta de uma música que quase não entrou no disco. “Quando mostramos ao [Carlos Eduardo] Miranda, diretor musical do álbum, apenas com voz e violão, ele gostou, mas disse que não tinha a ver com o resto do disco”, relembra Gaby. “Eu resolvi fazer mesmo assim e mostrar a ele depois de pronta. Durante as gravações, brincávamos que a música podia ser tema do Agostinho de A Grande Família, mas nunca esperávamos uma abertura de novela.” Gaby também contou com a coincidência de, ao mesmo tempo em que a novela entrou no ar, estrelar o “Dança dos Famosos”, no Domingão do Faustão. “Não foi planejado, o pessoal do Dança nem sabia da novela. Mas foi bom, porque nos quatro domingos que fiquei, cantei ‘Ex Mai Love’. Não fosse isso, talvez as pessoas conhecessem a música, mas não saberiam que era minha”, analisa.

Apesar de as trilhas de novelas terem notoriamente alavancado e consagrado as carreiras de diversos artistas – alguns compositores, como Djavan e Caetano Veloso, chegam a ter coletâneas só com músicas que estiveram em novelas –, parece óbvio que as vendas desse segmento tenham diminuído consideravelmente na última década. Procurada pela reportagem, a Som Livre, gravadora responsável pelo lançamento das trilhas da Globo, não informou os números de vendagens de trilhas sonoras até o momento do fechamento desta edição. No entanto, o sucesso pode ser medido além da repercussão dos próprios artistas. Em um relatório da Associação Brasileira de Produtores de Discos (ABPD) sobre o mercado de discos de 2008, a trilha de A Favorita aparece entre os 20 CDs mais vendidos. Outro exemplo é a plataforma de música online Sonora. No ar desde o fim de março, a novela Avenida Brasil teve sua trilha liderando os discos mais ouvidos no site em maio e julho (até o dia 19), e ficou com o segundo lugar em junho. A cantora Marisa Monte também se beneficiou. Veterana de aparições em tramas da Globo, após lançar o disco O Que Você Quer Saber de Verdade no final de outubro e ficar em segundo lugar no mês de novembro, ela desapareceu do ranking dos dez artistas mais ouvidos do Sonora. Em março, com a estreia da novela das 21h, que tem a música “Depois” na trilha, Marisa figurou em sexto lugar e, desde então, se manteve no terceiro lugar em todos os meses entre os artistas mais populares do site.

“Estamos sempre tentando colocar músicas na novela, por diversos caminhos”, diz o cantor e compositor Marcelo Mira, que já emplacou duas canções na Globo. Após figurar na telinha, Mira compôs músicas para artistas como Wanessa, além da faixa “Samba”, gravada em parceria por Claudia Leitte e Ricky Martin. O impacto é sentido mesmo em quem ainda dá os primeiros passos na carreira. “Não tenho clipe, mas um vídeo da música com fotos minhas já atingiu mais de 350 mil views no YouTube”, comemora a paraense Lia Sophia, que viu sua “Ai Menina” tocar durante a semana de estreia da novela das 6, Amor Eterno Amor.

Veterano dos anos 90 em trilhas sonoras, John Ulhoa, guitarrista do Pato Fu, é prova de como o sucesso em uma novela pode ser duradouro. “A gente toca ‘Perdendo Dentes’ nos shows e todo mundo canta muito. E nem foi uma música que tocou tanto em rádio, mas foi trilha de novela das 9 [Laços de Família].” Com o surgimento da internet, Ulhoa vê as trilhas como um dos principais meios de comunicação de massa para uma música. “As pessoas hoje se perguntam: ‘Onde está o mainstream? Cadê o [programa musical] Globo de Ouro? A novela é um dos poucos lugares que ainda têm isso.”