Voltando aos Poucos

Os Rolling Stones anunciam mais shows e dão pistas de uma turnê mundial

Brian Hiatt | Tradução: J.M. Trevisan Publicado em 14/05/2013, às 15h20 - Atualizado às 15h23

Agora sim Os Stones enfim estão prontos para a estrada
Divulgação

Como Mick Jagger avalia a atual situação dos Rolling Stones? “Eu daria uma nota 5 – você sabe, o tempo passa”, ele diz rindo. “Falando sério, o público nos dá energia, e todo mundo tocou muito bem no ano passado. Foi excelente.” Assim, depois de sete shows que funcionaram como teste em 2012, os Rolling Stones anunciaram 12 datas na América do Norte (e um par de grandes shows ao ar livre no Reino Unido), com, talvez, mais algumas vindo por aí. “Não quero exigir muito da banda”, diz Keith Richards. “Mas eu gostaria de vê-los dar a volta ao mundo mais uma vez.” Existem boatos de shows no Brasil, mas nenhuma confirmação.

O ex-guitarrista Mick Taylor também estará nos shows, que começaram em Los Angeles neste mês. “Normalmente temos cinco, seis guitarras nas gravações”, diz Richards. “Ter um terceiro cara que sabe das coisas será interessante.” Mas Jagger diz que provavelmente não veremos o ex-baixista Bill Wyman – que reclamou por tocar em apenas duas músicas em 2012, e especulou que a banda o estava punindo por ter abandonado o grupo em 1993. “Não estou tentando castigá-lo!”, diz Jagger. “Fiquei muito feliz em vê-lo. Sério, não sei o que ele queria e estou sendo honesto.” Já Richards é mais aberto ao retorno: “Eu não fecho portas. Mas às vezes perco a chave”.

Jagger está trabalhando em demos de novas faixas, e Richards diz que também está compondo. Um provável disco sairia somente depois da turnê – mas tudo indica que os Rolling Stones voltaram à ativa. “Descobrimos que amamos tocar juntos”, diz Richards. “E que ainda podíamos levar nosso material a novos níveis – em uma noite boa.”