Ex-Libertines, Carl Barât fará pausa em gravação para se apresentar como DJ no Brasil

Pedro Antunes Publicado em 11/06/2013, às 14h17 - Atualizado às 14h18

Carl Barât
Roger Sargent

Depois de fazer história no novo rock inglês ao lado de Pete Doherty e do Libertines, durante os anos 2000, o inglês Carl Barât é um veterano, ainda que tenha apenas 34 anos. “Isso é um pouco estranho”, ele diz. “Tenho muito orgulho das coisas que fiz, mas sei que o melhor ainda está por vir.” Depois de dois álbuns ao lado de Doherty e dois com o Dirty Pretty Things, ele está prestes a chegar ao segundo disco solo, ainda sem nome. O primeiro, Carl Barât (2010), era mais erudito do que lo-fi, algo que será reparado no novo álbum. “Definitivamente será um disco com mais guitarras”, ele revela sobre o trabalho, que terá a participação do guitarrista Johnny Marr (ex-The Smiths). Barât volta a São Paulo em 22 de junho, como DJ, dentro da programação do Festival Cultura Inglesa, pouco depois de dar início às gravações do novo álbum. “Tocarei algumas coisas novas”, promete.