Emotiva e Boladona

Enquanto prepara novo álbum, Katy Perry se diverte com os Smurfs

Paulo Terron Publicado em 03/07/2013, às 15h40 - Atualizado às 15h42

Em uma sala de eventos de um hotel de Cancún, no México, Katy Perry está tentando não rir de algo que pensou. O assunto não é dos mais cômicos: sobre a utilização de motion capture (recurso no qual sensores esféricos são colocados nos atores, que são filmados para referência em uma animação) no possível terceiro filme da franquia Smurfs. “Não vou me render ao que pensei, não vou dizer!”, ela fala, tentando se segurar e não conseguindo. “Ok: eu gosto quando colocam bolas em mim!”

Mas essa experiência hipotética ainda está em um futuro incerto. No momento, Katy grava um novo disco – ainda sem nome, previsto para o segundo semestre – e se dedica à promoção de Os Smurfs 2 (que estreia por aqui em agosto), no qual dá voz a Smurfette. Ela inclusive diz conseguir relacionar a trajetória da personagem no filme à temática das novas músicas do álbum. “Vai ser uma jornada emocional, pode ter certeza. Muitas perguntas do tipo ‘Quem sou eu?’, ‘Para onde posso ir?’ E também: ‘Quando enfrento algum problema, me afundo em um buraco ou o supero?’” Parando para refletir, ela resume: “Neste momento, estou gostando de amadurecer”.

“Nasci com uma ambição cega que me empurrou e me empurrou”, diz Katy, tentando explicar por que se dedicou tanto ao mundo artístico antes de finalmente virar uma estrela pop. “Sempre senti que a minha perspectiva a respeito da vida era única, ninguém mais a tinha no mundo da música. Foi isso que me fez continuar.”