Projeto Latitudes lança longa-metragem com formato de série que se utiliza da internet

Stella Rodrigues Publicado em 16/07/2013, às 18h20 - Atualizado às 18h23

Viajando Daniel Oliveira e Alice Braga em cena de Latitudes
Divulgação

Os atores Daniel de Oliveira e Alice Braga, ao lado do diretor Felipe Braga (sem parentesco), soam como três aventureiros narrando um mochilão quando se reúnem para explicar o que é Latitudes. Em resumo, eles estiveram em oito cidades de diferentes países para rodar um longa-metragem dividido em oito episódios. O filme, na verdade, é um “projeto transmídia”, travestido de série e websérie, sobre a história de amor vivida por uma editora de moda e um fotógrafo que vão se encontrando em diferentes lugares do mundo. Conforme define Felipe Braga, é uma “história de amor não romântica”.

Latitudes, projeto transmídia com Alice Braga e Daniel de Oliveira, ganha primeiro trailer.

“Esses encontros começam a ser repetidos, aí marcados, então tem uma crise... uma história clássica”, explica o diretor. “Mas esse filme, em vez de passar no cinema, pagando ingresso, passa na [emissora] TNT e online, via Google. Cada capítulo tem o episódio ‘puro sangue’ de ficção, que tem entre 10 e 12 minutos, e o de 20 minutos, que vai para a TNT.” Na segunda opção, serão vistos, de forma intercalada, as leituras, os ensaios dos atores e as cenas prontas. “A gente inverteu uma tradição de ter o conteúdo premium na TV e o resto online. Toda quarta, às 22h, a partir de 28 de agosto, estreia na internet. Quem quiser mais pode ver depois na televisão.”

A experiência nasceu de um desejo do trio de viajar trabalhando (ou trabalhar viajando). “Juntou uma cidade na outra, não tinha nem como pensar em jetlag”, conta Oliveira. “A gente aproveitava mais do que qualquer coisa, era turista filmando também. Olhávamos um lugar e falávamos: ‘Vamos filmar ali!’”

“Em cada lugar a gente pegava a energia local”, completa Alice. “Em Londres, por exemplo, estava aquela coisa gris; já em Paris, estava todo mundo eufórico desde o trem.” A atriz cortou os cabelos para o papel e se dedicou a prestar mais atenção ao mundo da moda para interpretar Olívia. As gravações renderam um episódio engraçado: assistindo a um desfile da grife Burberry na pele da personagem, ela encontrou pessoas conhecidas e teve dificuldade de se manter no papel. “Eu, do jeito que sou, saía rindo e gargalhando, e o Felipe falando: ‘Para, a personagem não pode rir tanto!’”