Nova série O Negócio mostra prostitutas que investem no marketing

Stella Rodrigues Publicado em 13/08/2013, às 12h29 - Atualizado às 12h29

Vendendo bem  Michelle, Rafaela e Juliana em O Negócio
Divulgação

A premissa de O Negócio, nova série da HBO Brasil, é de modernizar a profissão mais antiga do mundo. Ou, conforme explica a atriz Michelle Batista, que vive Magali, uma das protagonistas, “sair do clichê sobre prostituição”. “Nada de vestidos colados, curtos, decotes enormes”, ela explica. “São meninas inteligentes, elegantes, educadas e bem vestidas, interessantes pelo conjunto.”

O Negócio conta a história de garotas de programa de luxo que começam a estudar conceitos de marketing para tomar de volta o controle sobre o próprio corpo, se liberando da dependência e exploração de “agentes”. “As estratégias de marketing são o diferencial da série”, diz a atriz Rafaela Mandelli (Karin). “São coisas totalmente possíveis e em que ninguém tinha pensado.” Já Juliana Schalch, intérprete de Luna, a narradora da trama, conta que não há sensação de culpa no programa: “As personagens escolheram a profissão, o que faz com que seja abordada de outra maneira”.