Líder do Tame Impala fala de suas músicas favoritas, do Air aos reis do krautrock, Can

Redação Publicado em 07/08/2013, às 13h05 - Atualizado em 20/08/2014, às 17h37

Kevin Parker
Divulgação

Air

“Cherry Blossom Girl”

As músicas deles são limpas e elegantes – e ainda assim te elevam. Se qualquer uma das minhas músicas um dia lembrar o Air, vou ficar bem feliz. Esta é purificadora – ótima para ouvir de ressaca.

Beck

“Chemtrails”

O baixo é improvisado o tempo todo – majestoso e suingado. Conheci o [produtor] Danger Mouse no Coachella. Eu estava muito bêbado, por isso só consegui dizer que adorava o som das batidas dele.

Caribou

“Melody Day”

Nem acredito que é só um cara cantando. Daniel Snaith faz o tipo de música de que eu gosto: levadas sessentistas com eletrônico moderno.

The Field

“Is This Power”

É minha favorita deste ano. É difícil fazer música eletrônica soar humana, mas o Field tem um baterista de verdade e um guitarrista que toca com suingue. É super-repetitivo – e superlegal.

Can

“Oh Yeah”

Seria difícil colocar essa para tocar em uma festa – é uma música profundamente climática. O vocal é todo sem sentido, mas completamente hipnotizante.