Jornada ao Mundo Bizarro

Astro da série Star Trek vai fundo no viajante universo do rock progressivo

Andy Greene Publicado em 11/10/2013, às 18h59 - Atualizado às 19h04

Shatner: de outro mundo.
Martin Mcneil/Getty Images

O novo álbum de William Shatner, Ponder the Mystery, explora universos que nenhum disco de Shatner desbravou anteriormente: o rock progressivo. Shatner fez o trabalho com o ex-guitarrista do Yes Billy Sherwood – o ator recita poesias inéditas em cima de bases instrumentais viajantes, algumas com participação de Rick Wakeman e Robby Krieger (The Doors). Pode parecer uma piada bizarra, mas ele jura que não é. “O rock progressivo é a ficção científica da música”, diz o intérprete do Capitão Kirk, aos 82 anos. “A ficção científica especula sobre como o futuro pode ser e como chegaremos lá. O progressivo explora a música ainda não explorada.”