Um Futuro Ainda a Ser Definido

A Banca não sabe se vai continuar sem Champignon, mas pode lançar uma faixa inédita gravada em ensaio

Paulo Terron Publicado em 14/10/2013, às 14h49 - Atualizado em 09/05/2014, às 16h51

Champignon
1978-2013
Fred Cappellato / www.cappellato.com.br/promo-bandas

O ritmo intenso de trabalho de A Banca e a preparação para o lançamento do último disco do Charlie Brown Jr., La Família 013, serviram de escudo para que o público não notasse a pressão pela qual o baixista Champignon passava – até que ele foi encontrado morto no apartamento em que morava, no começo do mês passado, aos 35 anos. Até o fechamento desta edição, a polícia trabalhava com a hipótese de suicídio.

“A banda está muito abalada, todos nós não tínhamos nem superado a perda do Chorão”, diz a empresária Samantha Jesus, referindo-se aos integrantes remanescentes, os guitarristas Thiago Castanho e Marcão, o baterista Bruno Graveta e a baixista Lena Papini. “E agora, com esta outra tragédia, todos precisam de um tempo. É uma tristeza sem fim, eu estou dando todo o apoio que eles precisarem, no projeto que queiram fazer.”

Segundo a empresária, os músicos ainda não decidiram o que pretendem fazer. “Diariamente chegam muitos e-mails, de fãs e parceiros, pedindo que [o grupo] não acabe”, conta. “Vamos dar tempo ao tempo. Só ele para cicatrizar estas feridas.” Depois da morte de Chorão, em março, Champignon explicou para a Rolling Stone Brasil sobre a formação de A Banca: “[É] para eternizar o Charlie Brown Jr. do jeito que ele foi: animando a galera, botando o bagulho pra baixo, fazendo tremer mesmo os shows”. Ainda assim, constantes críticas ao novo grupo teriam abalado o músico.

Além do single “O Novo Passo”, lançado em agosto, há pouco material registrado com Champignon, que atuava como vocalista no projeto (depois de ter se consagrado tocando baixo no Charlie Brown Jr.), que possa ser lançado oficialmente. “Apesar de todos os ensaios terem sido gravados, acho que não vamos conseguir aproveitar nada”, diz Samantha. “A banda vai estudar se existe essa possibilidade. Mas, caso haja, seria somente de mais uma música, um reggae.”

No caso do álbum do Charlie Brown Jr. – finalizado pouco antes da morte de Chorão, em março passado –, a situação é bem mais certa: La Família 013 deve chegar às lojas no começo deste mês. “O disco já estava pronto e na fabricação, tivemos algumas alterações na arte gráfica e isso acabou atrasando”, conta a empresária. Em uma das músicas novas, a balada melancólica “Contrastes da Vida”, Chorão canta: “Mesmo os mais fortes às vezes não encontram uma saída / Mesmo os mais sábios às vezes não encontram uma saída / Vivendo e aprendendo a viver com os contrastes da vida”.