Salvo pelo Gangsta

Conheça Schoolboy Q, o novo astro do hip-hop que chegou ao topo das paradas

Simon Vozick-Levinson | Tr adução: Ligia Fonseca Publicado em 12/05/2014, às 20h57 - Atualizado às 20h59

O rapper Schoolboy Q
Divulgação

Na primeira vez em que Schoolboy Q encontrou o companheiro de gravadora Kendrick Lamar, ele não conseguiu “acreditar que Lamar ainda não tinha estourado”. O ano era 2006 e Q tinha acabado de começar a trabalhar com o selo Top Dawg Entertainment. Hoje, o sucesso de Lamar faz da TDE a casa mais quente do hiphop – e Schoolboy Q é o próximo da fila.

Uma noite antes de Oxymoron, primeiro disco do rapper lançado por uma grande gravadora, alcançar o topo das paradas dos Estados Unidos, Q está relaxando em um quarto de hotel chique em Nova York, antes de um show lotado. “Tudo está tão claro agora”, ele diz, fumando um cigarro de maconha. “Queria que meu álbum soasse dark.” Oxymoron está cheio de histórias viscerais da vida de Q na região centro-sul de Los Angeles. Ele era membro da gangue 52 Hoover Crips e, depois, ganhou um bom dinheiro contrabandeando comprimidos do analgésico OxyContin, enquanto ele próprio lutava contra o vício. “Passei por altos e baixos”, afirma. “Atleta na escola, traficante usuário, membro de gangue – fiz de tudo. O rap era o último recurso para mim.” Agora que chegou lá, Q não planeja desacelerar. “O Kendrick é um astro pop”, constata. “Quero chegar a esse nível.”