Momento de Reflexão

Há dez anos, Ben Affleck curava as feridas do fim do relacionamento com Jennifer Lopez

Redação Publicado em 16/10/2014, às 15h40 - Atualizado às 15h47

Momento de Reflexão

O ator e diretor Ben Affleck é hoje uma força de Hollywood. Ele tem em casa duas estatuetas do Oscar – por Argo, estrelado, produzido e dirigido por ele, eleito o melhor filme em 2012, e pelo roteiro de Gênio Indomável; ganhou recentemente o papel do Homem-Morcego em Batman e Superman: Alvorecer da Justiça, previsto para 2016. Só que, dez anos atrás, Affleck estava longe de ser respeitado. Naquele período, ele repensava a vida e a carreira – era considerado uma piada por ser figura certa em tabloides, resultado do relacionamento amoroso que teve com Jennifer Lopez e que gerou o desastroso filme Contato de Risco (2003). Com o fim do romance, era hora de pensar no futuro. A jornalista Jancee Dunn foi ouvir o astro. “Escreveram demais sobre a gente”, lamentou Affleck. “Eu me sinto como aquele cara que chega em último lugar em uma corrida.” Em baixa, o astro divulgava Menina dos Olhos, uma comédia romântica dirigida por Kevin Smith na qual dividia espaço com Jennifer e com Liv Tyler. Jancee Dunn sentiu que no dia da entrevista o ator não estava muito à vontade. “Ele não olha nos meus olhos e faz longas pausas quando fala”, escreveu. Affleck não deixou de se defender: “Você me pegou em um momento em que estava cansado de dar entrevistas. Mas não se preocupe, vou me animar”. Depois de um começo meio tenso, Affleck realmente relaxou e saiu da defensiva. “A tentação seria dizer agora que eu não deveria ter falado com a imprensa na época de Contato de Risco. Mas eu sou muito bem pago para fazer esses filmes e a expectativa dos produtores é que eu os divulgue”, afirmou. “Não peço para sentirem pena de mim. Eu tenho uma vida boa e me responsabilizo por tudo o que faço.”