5 curiosidades sobre La Casa de Papel: Título original, nomes dos assaltantes e mais [LISTA]

Em aquecimento ao lançamento da primeira parte da quinta temporada, a Rolling Stone Brasil separou cinco curiosidades sobre a produção

Felipe Grutter (com supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 02/09/2021, às 12h55

None
La Casa de Papel (Foto: Reprodução/Divulgação Netflix)

A primeira parte da quinta e última temporada de La Casa de Papel chega na Netflix na próxima sexta, 3. Com muita ação e reviravoltas na trama, os novos episódios prometem dar continuidade ao tom envolvente estabelecido pela produção de Álex Pina repleta de curiosidades interessantes.

Na nova temporada, os protagonistas possuem nenhum plano de fuga em mente, e enfrentam sozinhos uma ameaça nunca vista antes: o exército espanhol. Com isso, o assalto poderá se tornar uma guerra. Dividida em dois volumes, os novos episódios foram filmados em Portugal, Dinamarca e, claro, Espanha.

+++LEIA MAIS: La Casa de Papel Parte 5: lançamento, trailer e tudo que você precisa saber [LISTA]

Em aquecimento ao lançamento da primeira parte da quinta e última temporada de La Casa de Papel, a Rolling Stone Brasil separou cinco curiosidades sobre a produção. Veja abaixo:


Título original

La Casa de Papel virou um nome icônico entre os fãs. Porém, o título não fazia parte dos planos originais do criador Álex Pina. Inicialmente, a produção teria o nome de Los Desahuciados ("Os Desajustados," na tradução livre) - essa escolha era baseada no começo da história dos personagens, responsáveis por deixar tudo para trabalhar com Professor (Álvaro Morte).

+++LEIA MAIS: La Casa de Papel: Álvaro Morte recorda terror do câncer: 'Achei que cortariam minha perna'


Final reescrito

Durante entrevista à Esquire, Pina revelou como reescreveu final da série 33 vezes. "Tínhamos uma ideia de como íamos continuar. Normalmente, no início, apenas sabemos como é o fim. Mas no caso da quinta parte, nosso planejamento original para os capítulos finais não funcionou realmente, e precisávamos mudar radicalmente o último capítulo," revelou.

"Em outras palavras, mudamos tudo em mente sobre como o roubo terminou, porque não estava funcionando para nós. Demorou 33 versões para fazer isso," continuou o executivo de La Casa de Papel.

+++LEIA MAIS: La Casa de Papel: Criador Álex Pina reescreveu final da série 33 vezes


Nomes dos assaltantes

Ao invés de terem nomes de cidades famosas, esse não era o intuito original de Álex Pina. "Tínhamos algumas ideias, entre elas, nomes de planetas. Um dia, alguém apareceu com uma camiseta com a palavra 'Tokyo' e foi assim que tudo começou. Imagine se tivéssemos ficado com a ideia dos nomes de planetas, os heróis de La Casa de Papel seriam Urano, Mercúrio e Júpiter," afirmou (via AdoroCinema).


Folga de trabalhadores na Índia

Uma empresa de tecnologia na Índia resolveu dar aos funcionários um dia de folga para todos assistirem à estreia da primeira parte da quinta e última temporada do seriado da Netflix. A companhia em questão é Verve Logic. O "feriado" do dia 3 de setembro de 2021 funcionará somente para quem trabalha no estabelecimento.

+++LEIA MAIS: La Casa de Papel: Empresa indiana dá folga a funcionários em estreia da parte 5


Motivo dos macacões vermelhos e máscaras de Salvador Dalí

Segundo AdoroCinema, o uso de macacão vermelho e máscaras de Salvador Dalí não foram algum tipo de acaso. Álex Pina explicou como o uniforme se destaca das roupas de outras cores. Já a máscara dialoga com os ideais rebeldes e libertários do Professor, semelhantes ao pintor.


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!