A Saída: 4 motivos para assistir à série polonesa da Netflix [LISTA]

Série de suspense da Netflix, A Saída estreou em 25 de agosto para contar a história envolvente de uma jovem que perde a memória

Camilla Millan Publicado em 07/09/2021, às 15h00

None
A Saída (Foto: Divulgação/Netflix)

Como saber o que é verdade e o que é mentira se você nem lembra quem é? Essa pergunta confusa e instigante é a base da série polonesa A Saída, que estreou no catálogo da Netflix em 25 de agosto.

A produção de suspense acompanha Julia (Maria Wawreniuk), uma jovem que perde a memória e é enviada a um centro de tratamento especializado para casos de amnésia chamado Segunda Chance. No entanto, ao longo das semanas, percebe alguns acontecimentos estranhos no local.

+++LEIA MAIS: For Life: 5 motivos para assistir à série produzida por 50 Cent [LISTA]

Inspirado no romance Druga Szansa (2017), da autora polonesa Katarzyna Berenika Miszczuk, a série apresenta ao espectador diversas cenas envolventes. Ainda, a produção confunde quem assiste com momentos em que a diferença entre realidade e alucinação é extremamente tênue.

Repleta de reviravoltas, uma trama surpreendente e muito suspense, a série A Saída é uma aposta certeira no catálogo da Netflix. Confira 4 motivos para assistir à produção polonesa:

+++LEIA MAIS: 4 motivos para assistir Shiny Flakes: Drogas Online na Netflix [LISTA]

Perfeita para maratonar

A Saída tem apenas seis episódios com 50 minutos, em média, e consegue dar um ritmo envolvente aos espectadores. Assim, é possível finalizar a primeira temporada da produção em um final de semana — e a construção da obra é tão atrativa que é difícil parar no meio.


Trama bem construída

Apesar de ser curta, a série costura os acontecimentos de forma instigante e compreensível, e as cenas dialogam com momentos em que a produção pretende confundir o próprio espectador.

+++LEIA MAIS: 4 motivos para assistir O Caso Evandro no Globoplay: de trama instigante a grandes entrevistas [LISTA]

Uma comparação muito distante, mas eficaz, é A Ilha do Medo, de Martin Scorsese. Assim como o filme, a série combina elementos narrativos e visuais com o estudo deturpado da mente humana para confundir protagonista e o espectador que o acompanha. Restam algumas perguntas: o que é real, o que é alucinação e o que é conspiração?


Reviravoltas impressionantes

Enquanto a protagonista tenta entender quem é e quais são os segredos do centro de tratamento, diversos acontecimentos chocantes funcionam como reviravoltas complexas e impressionantes.

+++LEIA MAIS: Roubos Inacreditáveis: 4 motivos para assistir à série documental da Netflix [LISTA]

As viradas que ocorrem na trama dão um ritmo ainda maior à produção, e conseguem envolver a narrativa em uma complexa rede de acontecimentos.


Mistério

O suspense é um ponto de destaque que consegue prender o espectador. Apesar de os efeitos visuais serem notavelmente fracos, a montagem dá o tom misterioso da trama, principalmente nas sequências de cenas que apresentam a bizarrice por trás dos acontecimentos do centro de tratamento Segunda Chance.

+++LEIA MAIS: 4 séries documentais de true crime na Netflix para quem gostou de Cena do Crime: Mistério e Morte no Hotel Cecil [LISTA]


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!