Amber Heard demanda atenção para documentos em processo contra Johnny Depp; entenda

Atriz soliciou atenção para documentos da polícia de Los Angeles durante conflito entre o ex-casal em 2016

Redação Publicado em 24/09/2021, às 10h53

None
Amber Heard e Johnny Depp (Foto: Jonathan Brady / PA Wire Press Association via AP)

Amber Heard demandou atenção para documentos em processo contra o ex-marido, Johnny Depp. Meses após ir atrás do Departamento de Polícia de Los Angeles (LAPD) na batalha legal com o ator, Heard dobrou a pressão sobre os policiais, segundo informações do Deadline. O ex-casal ficou junto entre 2015 e 2017.

Em intimação aprovada por John Frey, escrivão dos tribunais do Condado de Fairfax, em 20 de setembro de 2021, a atriz e equipe jurídica querem reunir todo material possível sobre LAPD e quatro policiais responsáveis por lidar com um suposto conflito doméstico do ex-casal em 2016.

+++LEIA MAIS: Meghan Markle demite advogado que também defendia Johnny Depp em caso contra Amber Heard

Semelhante a uma intimação dos advogados de Amber Heard enviada ao LAPD em 12 de janeiro de 2021, a nova demanda quer como os policiais "produzam os livros, documentos, registros, informações armazenadas eletronicamente e coisas tangíveis designadas e descritas abaixo."

Como a intimação anterior da atriz, esta tem como foca a filmagem da câmera corporal (ou na falta dela) dos policiais Melissa Saenz e Tyler Hadden quando foram chamados ao apartamento de do ex-casal no Eastern Columbia Building, onde moravam, em 21 de maio de 2016.

+++LEIA MAIS: Amber Heard diz que 'nada' podia tê-la preparado para 2020: 'Grandes adversidades'

Com o caso de difamação arquivado em março de 2019 e o contra-processo de US$ 100 milhões de Amber Heard definido para julgamento em 2022, a intimação recentemente emitida deseja "todos os documentos e comunicações de qualquer natureza a respeito de qualquer investigação sobre se os policiais Saenz e Hadden seguiram a política, procedimentos e/ou protocolos do LAPD em resposta à chamada no Edifício Eastern Columbia em 21 de maio de 2016, respeitando a Sra. Heard."

Quanto ao LAPD, a instituição seguiu preferiu não fazer nenhuma declaração sobre o caso. "Não comentamos sobre litígios abertos ou pendentes," explicou disse Jeff Lee, oficial da polícia de Los Angeles, ao Deadline.

+++LEIA MAIS: Johnny Depp ganha processo sobre doações de Amber Heard após divórcio; entenda